Qual a diferença entre decibéis (dB) e frequência (hz)? Som

Essa dúvida é muito comum, porém é bem simples de respondê-lá.

A única coisa que essas duas grandezas da física têm em comum é que elas possuem uma relação com o som.

Qual a diferença entre decibéis (dB) e frequência (hz)? Som 1

Frequência (hz)

A frequência é dada em hertz (hz) e diz qual é o tipo de som reproduzido/analisado.

Qual a diferença entre decibéis (dB) e frequência (hz)? Som 2

Nós ouvimos frequências de 20hz à 20000hz.

De maneira mais técnica, a frequência informa a quantidade de ondas/vibrações por segundo.

Onde: 20 hertz quer dizer 20 ondas/vibrações por segundo.

O novo ouvido consegue captar essas vibrações e o nosso cérebro traduz essas vibrações.

SUB-GRAVE (20-40hz): Preenche o ambiente e é mais sentida do que ouvida, requer muita energia e transdutores de alta qualidade.

GRAVE (40-160hz): Torna o som no ambiente mais envolvente. É onde estão as fundamentais do vigor musical e do grave, pode embolar e soar “bobo” facilmente em sistemas de áudio de baixa qualidade. As batidas estão nesta faixa de frequência.

EXTENSÃO DO GRAVE (160-300hz): Dá a “temperatura”, calor, intensidade e firmeza podendo também por outro lado entregar o ponto negativo do áudio ruim, soando sujo e “amadeirado”, arenoso, oco, inconsistente e sem solidez. Produz as fundamentais do tambor e tom-tom da bateria, violão e voz masculina.

MÉDIO-GRAVE (300-800hz): Esta faixa tem muita ressonância alta e é onde eventuais ruídos aparecem. Compreende também boa parte da vocalização.

MÉDIO (800-2,5khz): Zona de alta sensibilidade auditiva para o refinamento de áudio HD e no sentido contrário, também onde eventuais desordens no áudio são facilmente percebidas como som desagradável, nasal, áspero e agressivo.

MÉDIO-AGUDO (2,5-5khz): Zona da maior sensibilidade auditiva com alta percepção de som quebradiço/inconsistente, estridente e ardido.

AGUDO (5-10khz): Repleto de harmônicos, sibilância vocal (confere maior assinatura sônica do vocal, singularidade) e agudo do prato da bateria.

AGUDO ALTO (10-20khz): Baixa participação na musicalidade geral e requer pouca energia de projeção. Muitas pessoas tem dificuldade de ouvir, poucas conseguem ouvir acima de 14-15khz. Por outro lado, tem papel fundamental na psico-acústica por estar muito ligado a emoção

Decibéis (dB)

Decibéis é uma grandeza da física que nos informa o volume/intensidade do som.

O que é um decibel?
É a unidade utilizada para medir o volume (intensidade) do som em um ambiente. Para isso, é usada uma escala logarítmica que expressa a intensidade do barulho em decibéis (dB).

  • 194 dB Maior Volume fisicamente possível – O maior volume possível de ser atingido é 194dB. Não se passa disso pelas leis da física. Nem com 1000 bombas atômicas;
  • 183 dB Maior recorde SPL – MaiorRecorde som automotivo interno” (até 2017);
  • 130 dB – Armas de fogo
  • 120 dB – Descolagem de avião a jacto
  • 115 dB – Show de rock, a apenas 2-3 metros da caixa de som (encostado).
  • 110 dB- Bar Lotado – O volume em um bar lotado, com muita conversa e música ao vivo fica em torno dos 115dB.
  • 105 dB – Buzina – é o volume médio de uma buzina a 8 metros.
  • 100 dB – Martelo perfurador de alcatrão
  • 90 dB – Piano a tocar forte
  • 80 dB – Despertador de campainha
  • 75 dB Carro Ligado –  é o volume médio dentro de um carro com motor ligado, vidros fechados e carros passando perto.
  • 70 dB – Aspirador Moderado
  • 60 dB – Conversação alta
  • 50 dB – Conversação normal
  • 40 dB – Conversação silenciosa – Em uma conversa a dois em tom de voz baixa quase sussurrando.
  • 30 dB – Biblioteca – Em uma sala de espera, em “total” silêncio.
  • 20 dB – Na superfície da Terra, o volume de 20dB é considerado o limite do silêncio. Não se baixa mais que isso.
  • 0 dB
  • O menor volume possível de ser alcançado, o silêncio absoluto, é dentro de uma câmara anecóica (vide imagem), que dependendo de seu tamanho e construção, pode variar entre -9dB e -14dB. O recorde atual pertence a uma câmara anecóica da Microsoft onde registrou-se -20.6dB.
camara anecoica


Fisicamente falando, o volume dobra de intensidade a cada 3dB. Portanto o dobro de 60dB é 63dB, o dobro de 95dB é 98dB e assim por diante. Porém, no ouvido humano, por não ouvir em escala (Bell), a sensação de volume dobrado é entre 8 e 10dB.

O melhor volume para ouvir música com muita emoção é entre 90 e 105dB com picos de até 110dB por poucos minutos dentro de uma margem de segurança. Acima disso, evite ao máximo.

Como se mede a o volume do som?

Para se “medir” o volume, se utiliza um equipamento chamado decibelímetro.

decibelimetro

Para competições de som automotivo, se utiliza o RTA (real time analyzer), ele que mede e exibe o espectro de freqüência de um sinal de áudio em tempo real. Se utiliza um microfone “profissional” e um aparelho (ou placa de computador) que capta com alta precisão as frequências.

rta real time analyzer

Há aplicativos para celulares que te ajudam a ter um “decibelímetro” e um “RTA”. Podem ser muito úteis para medições básicas, porém o problema desses aplicativos, não está nem na própria programação, está relacionada aos próprios celulares, pois seu microfones não chegam nem perto da qualidade de um profissional (por isso que alguns apps de decibelímetro não passam de 140dB, pois o microfone não consegue captar além disso) .

Decibéis (dB) x Frequência (hz)

Deste modo, entendemos que podemos ter um som traduzido em números a partir desses duas grandezas da física.

Por exemplo: Som Grave de 60hz com volume de 100dB.